Conhece as cachoeiras da Maranduba?

Conhece as cachoeiras da Maranduba?

Que tal tirar o sal do corpo numa cachoeira limpa e gostosa? Pois aqui na Maranduba você consegue fazer isso sem muito esforço. No Sertão da Quina, bairro que fica em direção à Serra, você pode encontrar não apenas uma, mas várias cachoeiras bacanas. Muitas delas cobram uma entrada que varia de R$10 a R$20 por veículo. Uma taxa pequena para garantir a limpeza do local.

Você pode ir de carro ou a pé, não há muita sinalização para encontrar o caminho, mas todo mundo conhece por ali e é só perguntar o caminho ou seguir o mapa abaixo. Uma dica importante é levar repelente.

A primeira do caminho é a Cachoeira do Correia. Parece tão pequena que é de quem chegar primeiro. Na realidade trata-se de uma piscina natural, considerada rasa é um atrativo para todos. Seu escorregador natural é pequeno e requer cuidados na hora de deslizar. A pedra do meio serve de local para tomar sol, ou apenas observar os que se banham em suas águas límpidas e frias. Existe um pequeno poço acima que de tão raso é utilizado por pais que ficam a vontade com os filhos pequenos para um refrescante banho. Por ter muitas pedras o cuidado é essencial, quando chove o local fica muito liso e a falta de atenção pode acabar com a curtição.

A Cachoeira Dois é um daqueles locais que você não enjoa. É um poço relativamente grande com uma pedra quase no meio onde se pode descansar depois de umas braçadas. Um dos lugares mais procurados tem uma minúscula praia de onde as crianças podem brincar e tomar banho.

O Poço Verde não este nome à toa. Seu nome já diz tudo: o local que é cercado por pedras tem um ótimo local para saltos e mergulhos em suas águas verdes escura. Só é possível se chegar lá pela trilha ou subindo o rio. Para as duas opções há que se tomar muito cuidado, pois o local está dentro Mata Atlântica e deve ser respeitada, assim como a população local vem fazendo. Na parte de cima tem um pequeno poço, raso, mas para quem quer ficar só de papo pro ar é o ideal. Embora seja um poço pequeno é de uma profundidade razoável. Na pedra que dá a corredeira no local existe um buraco onde as pessoas costumam se esconder e deixar a força da água realizar uma gostosa massagem.

Para matar a vontade de água doce a cachoeira da Renata tem o maior e mais fundo poço da localidade. Possui uma pedra de cerca de cinco metros de altura para saltos. Abaixo desta pedra existe uma menor, para quem não se sente seguro nas alturas. Local ideal para dar boas braçadas, mergulhar de snorkel. Uma pedra serve como escorregador e observatório. É possível descer de bóia até o poço. Rio acima existe um pequeno poço e requer cuidados para alcançá-lo. Por estar em meio a Mata Atlântica, todo cuidado é pouco. Por vezes é avistado cobras nas trilhas. É recomendado o máximo cuidado já que somos nós quem invadimos o lugar dos animais. O local não combina com sujeira abandonada na mata ou nas pedras e nem com galhos de arvores cortados e retirada de espécimes da floresta. Vale lembrar que isto é crime ambiental e como todos vão para curtir estas águas maravilhosas.

Aproveite com consciência. Não deixe lixo, não faça fogueiras e cuide da natureza para que você possa voltar e encontrar tudo tão lindo quanto é hoje.

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to Top